segunda-feira, 16 de junho de 2014

Todas as noites você  vem...
Vem através dos sonhos
Navegar comigo , nesse mar imenso!
E entre ondas ... remamos...remamos...
Até chegar em águas mansas no  azul...
Céu infinito. 
Tu me olhas e me segura pela mão...E eu te sinto...
Tão vivo , tão certeiro e ao mesmo tempo... latente!
E nessa corrente da imaginação...
  Num abrir e fechar de  olhos 
Você desaparece... como um sonho
E quem na verdade  me olha , é a solidão
Quando eu me vejo sozinha no espelho.

Ana Lima.
16-06-2014