sexta-feira, 20 de junho de 2014

Rocha de cristal.

Descortinando o passado
Entrego-me ao meu “Eu”
Entre as fantasias e a consciência
Tornando – me uma rocha de cristal
Desordenada em minha  própria razão
Entregue ao desejo do amor...
"A um mito fantasioso e ilusório."

Você! 

Ana Lima.