domingo, 22 de fevereiro de 2015

"Que pena, quando os horizontes se estreitam, e os vôos tornam-se rasos”

Quando voei dei asas a minha imaginação e muito mais que isso... dei vazão as minhas emoções...Sai de mim, segui em sua direção.
Sai do real, ainda que a realidade me mostrasse o contrário
Do eu... sempre  aprendi, quase desaprendi, é possível?

Ana Lima.