terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Poeta

Como um eterno menino
O poeta brinca, de nunca deixar de ser feliz 
Ele rabisca seus sonhos e fantasias num papel 
Em doces e suaves palavras, porque assim...
Se faz os bons sonhos.
A noite , ele  deixa os sonhos fluírem
Passeando pelas janelas...
Assim a poesia sustenta a alma do poeta 
Que muitas vezes, quis desistir de sonhar. 

Ana Lima.