quinta-feira, 25 de setembro de 2014




Tempo.

Pensei por muito tempo, que o tempo iria passar
E que esse tempo iria trazer você pra mim
Imaginei você chegando de tantas maneiras
O tempo foi passando e, eu querendo te ter
Mas o tempo não te trouxe como eu queria
Então pensei apenas te ver, por uma fotografia
Seus belos e lindos anos, em cabelos grisalhos...
No rosto, talvez mais uma ruga chegando.
Um dia pensei entre tantas palavras...
Que o tempo estava passado, para nós dois
E a distância era tão pequena, o que era grande
Era um mistério, que eu não queria decifrar
Então... O tempo me deu de presente a definição
Um jogo, uma carta de um Rei, com uma rainha
Uma carta descartada - a minha..
Que jogo nem um, adivinha... ganha não.
E o curinga, não substitui a carta...o jogo da paixão
Onde a ilusão se torna mais uma vez recente
Mas a razão, não "embala" o tempo de gente
Mesmo embora, "sonhos embalados" retornam
E faz a canção ser só mais uma...
E a poesia , que de longe passeia
Volta ... Desnuda a alma da poetisa
E do poeta, que ainda sonha.

Ana Lima.