sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Chove... chuva fina no telhado
Lembrando bolinho de chuva  da vovó
Chove, para nossa alegria
Chuva que estávamos esperando
Para encher nossos rios, nossos lagos...
Chuva que vai esfriando o corpo...
E  vai dando uma vontade danada
De se aquecer no outro...
E tomar um bom vinho - Um  Merlot
Malbec, ou um  cabernet  sauvignon.
Chove, e eu olhando a chuva da janela
Pensando que a vida, assim nos reserva
E o vinho há tempo reservado...

Para tomarmos juntinhows
Abro e tomo no cálice de cristal...
O meu desatino.