segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Hélio Rubens de Arruda e Miranda, um homem que constrói, compartilha e faz a diferença.

Falar de Hélio Rubens de Arruda e Miranda é falar de alguém muito especial! Por mais que eu tente encontrar palavras,  não conseguiria as palavras certas  para defini-lo, mas   quem conhece bem Hélio Rubens sabe que estou falando a verdade,  e tudo se define em suas ações e atitudes. Um profissional super competente em tudo que faz, um jornalista que honra sua profissão e sobre tudo responsável com o que escreve, visando sempre a verdade.
Um comunicador, fundador de vários jornais  e criador de várias fontes da cultura, idealizador e fundador do  sarau cultural mesma frequência,  na qual tenho a honra de estar com ele desde o inicio e  no momento ser a coordenadora   do sarau cultural mesma frequência,   "não deixando uma das fontes da cultura morrer."
Hélio Rubens de Arruda e Miranda,  agora faz parte da academia de letras de Itapetininga, tomou posse dia vinte e seis de julho com mais quatro membros. 


 Os novos acadêmicos, que tomaram posse dia 26 e Julho, sexta-feira, em cerimonia realizada na Câmara Municipal de Itapetininga:

- EDMUNDO JOSÉ VASQUEZ NOGUEIRA
- JEFFERSON BIAJONE
- ABIGAIL VIEIRA DE MORAES
- ANGELO RICCHETTI
- HELIO RUBENS DE ARRUDA E MIRANDA



Helio Rubens de Arruda e Miranda

Jornalista há muitos anos, foi proprietário e editor do 'Jornal Aparecida do Sul' de Itapetininga e fundador dos jornais ‘Nossa Terra’ e ‘O Popular de Itapetininga’. Deu início ao radio jornalismo na antiga ‘Rádio Clube de Itapetininga’, escreveu colunas para os jornais ‘Correio de Itapetininga’ e ‘Cidade de Itapetininga’, criou e ainda é editor do jornal eletrônico ROL – REGIAO ON LINE, há 13 anos. Escreve periodicamente para vários jornais da Região, produziu e apresentou o programa ‘Helio Rubens Recebe Personalidades’, na TV Verde e o programa ‘Berlinda’, na TVi, de Itapetininga. Foi comentarista da TV Tem de Itapetininga e da TV COM, de Sorocaba. Fundou e ainda participa da empresa Commark Comunicações, da qual faz parte a Commark Editora, que publica a revista TOP da Cidade, da qual é jornalista responsável e onde escreve habitualmente desde a primeira edição.
Fundou a ‘AJORI – Associação dos Jornalistas e Radialistas da Região de Itapetininga’, o ‘MIS - Museu da Imagem e do Som de Itapetininga’, o INICS – Instituto Nossa Itapetininga Cidade Sustentável e os grupos culturais ‘Instituto Julio Prestes’, em Itapetininga e ‘Mesma Frequência’, em Sorocaba. Foi o criador do Prêmio Jacob Bazarian de Imprensa e participou da diretoria do CRER, entidade que gerenciava o CR - Centro de Ressocialização de Itapetininga.
No ramo da literatura, escreveu os livros 'O Flúor e Outros Vilões da Humanidade' e ‘Diário de um Combatente’, diagramou os livros ‘Li’ e ‘Li de novo’, de Roberto Soares Hungria, foi correspondente da Academia Sorocabana de Letras e está atualmente escrevendo uma nova obra intitulada ‘Recontando a História – a República Velha e o Brasil’.
É membro do IHGGI - Instituto Histórico e Geográfico de Itapetininga e coordenador da Aliança Internacional de Jornalistas na Região de Sorocaba, além de organizador do Sarau Cultural do Instituto Julio Prestes em Itapetininga e do Sarau Cultural do Mesma Frequência, em Sorocaba, cidade onde apresentou várias edições da Semana do Escritor de Sorocaba. Criou e é um dos coordenadores da Expo JB, exposição anual de Itapetininga dedicada à  divulgação dos trabalhos do mestre itapetiningano Jacob Bazarian, entre outras muitas atividades culturais.
Nascido em São Paulo, veio para Itapetininga no final da década de 70. Durante dois anos prestou serviços profissionais em Porto Alegre e São Paulo, morou em Sarapui e há mais de 20 anos reside novamente em Itapetininga, cidade que considera como ‘sua’.



Dados pessoais: filho dos itapetininganos Alcindo Guanabara de Arruda e Miranda e Elsa de Arruda e Miranda, nasceu na cidade de São Paulo dia 13 de Setembro de 1942. Tem cinco filhos – Thais, Fábio, Silvia, Paulo Rubens e Pedro Rubens – e é casado com a Dra. Ana Elisa Bloes Meirelles de Arruda e Miranda.