terça-feira, 17 de setembro de 2013

A tristeza as vezes chega e sem avisar
Nem bate na porta, e nos tira da boa sintonia
Nos leva embora a alegria e nos faz em silêncio
Escutar a alma que chora, chora sozinha
E o amigo? Ah o amigo está distante
Dando os braços para outros abraços
E nos acalentando  no calor das palavras
Que vem num outro dia...
Mas o que importa? Hoje é choro e silêncio
Amanha é  som e alegra...
Um outro dia
Dia de sol...
Ana Lima