terça-feira, 28 de outubro de 2014



fazer minha poesia
Dizer o quanto te amaria
extrair as palavras soltas
Sentir a alta temperatura do meu corpo
E algo dentro de mim gritante...
Que ainda sou sua... Menina.

Ana Lima