domingo, 2 de dezembro de 2012


Volver

Volto ao lugar de antes,
Vejo que nada mudou,
Ainda é primavera!
E como aquelas... as flores
Continuam belas.

Na varando deitada na rede,
Fico olhando o verde,
O verde da mata.
Nela os pássaros cantando,
Despedindo-se do dia.

Vejo no horizonte,
Uma bola de fogo gigante,
Que lentamente vai embora
 Para iluminar outro lugar distante.

Daqui a pouco, mais à noitinha,
Vai chegar à lua, para iluminar,
A minha noite escura.

                                    Ana Lima