quinta-feira, 28 de maio de 2015

O sino não tocou mais na pequena capela
Ela perdeu a última novena do outono
Mas de joelhos, ela agradeceu sua sina 
Sina... Ela cansou de pensar
 Se tudo era sina ou não.
Quem é que faz o seu destino?
Ela perdeu a  compreensão de tudo
Cansou de pensar no certo e no errado
Foi morar na rua…
E lembrou que um  dia viu o que 
O poeta dos sonhos escreveu
"Um dia o pássaro voa e pousa
Em outro galho"

Sem saber porque 
Ela simplesmente chorou
E buscando um novo destino
Ela foi morar na lua.

Ana Lima.